Conheça os Nove Frutos do Espírito Santo que vão transformar a sua vida!

em 12 julho 2020




Na vida cristã, é importante ter conhecimento de Deus, saber quem Ele é e ter intimidade com Ele. Os frutos do Espírito, nada mais é que virtudes que nos fazem servos mais eficientes e com exemplos de vida prática para aqueles que nos observam no dia a dia.

Ter os frutos do Espírito Santo em nossas vidas nos tornam pessoas melhores para servir, nos dá motivação para viver em meio às dificuldades, perseverança e uma vida terrena mais plena em Deus. Vamos exatamente falar sobre esse assunto, que muitos não sabem o que são os frutos do Espírito e o que causam em nós. Vamos conhecer também todos os frutos da carne para melhor compreender a leitura e podermos fazer uma escolha.


1 - ALEGRIA


A Palavra Alegria vem citada na Bíblia mais de 150 vezes, e essas vezes vimos nos idiomas em hebraico e grego para traduzir esse conceito de alegria. A alegria é descrita no dicionário como: Estado de viva satisfação, de vivo contentamento; regozijo, júbilo, prazer (fonte site significados). A alegria vem de Deus como resultado da nossa fé nele e nossa obediência aos seus mandamentos.


“Se guardares os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço. Tenho-vos dito, e o vosso gozo seja completo”. – João 15:10-11


“E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo”. – Romanos 15:13


"A abundância em alegria está diretamente ligada a uma vida íntima e constante com Deus, o pecado na vida do cristão pode-lhe roubar a sua alegria. A verdadeira alegria é independente das circunstâncias que nos cercam." – Salmos 51:8-12.


O cristão cheio do Espírito continua a ter alegria em seu coração e ser feliz em qualquer momento da vida. A alegria de Deus é Bíblica e um privilégio para nós crentes nele, que é bem diferente da alegria que vemos no mundo que depende muito das circunstâncias em que vivem.


“Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações”. – Tiago 1:2


Tiago, alegremente, ofereceu sua vida em serviço fiel a Deus, e garantiu lealdade ao Senhor, mesmo diante de perdas pessoas e entes queridos, ele jamais o deixaria de servi-lo com alegria, amor e obediência. Esse é um exemplo a ser seguido, ao invés de blasfemar contra Deus diante de alguma adversidade na vida, alegre-se no Senhor, porque Ele é quem nos dá alegria e satisfação em viver. 


O propósito da alegria é dar aos cristãos as bênçãos de Deus. O cristão que tem esse fruto do Espírito – A Alegria; consegue facilmente desfrutar das bênçãos do Senhor em suas vidas como: família, saúde, amigos, oportunidades e salvação em Cristo Jesus. Quando você é uma pessoa alegre, você contagia os que estão a sua volta. Ter alegria nos faz permanecer na fé inabalável.


“Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram”. – Romanos 12:15


Um dia eu recebi de Deus essa alegria, me sentia triste a todo o momento, hoje não importa as circunstâncias eu posso suportá-las porque eu tenho a alegria de Cristo em mim.


2 - AMOR


A palavra amor em hebraico é ahab e em grego é ágape, ambas as palavras são amor e que indica atos conscientes da necessidade humana de ser amado. O amor Bíblico é muito mais que um mero comportamento, é a atitude de benevolência para com o outro. Não fazer com o próximo o que você não gostaria que fizesse a você mesmo; é tratar o outro exatamente como gostaria de ser tratado.


“Ora, aquele que possuir recursos deste mundo, e vir a seu irmão padecer necessidade, e fechar-lhe o coração, como pode permanecer nele o amor de Deus? Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade.” – 1 João 3:17-18


O amor na Bíblia é descrita como um sentimento que não tem atos de inveja, orgulho, egocentrismo, rude e nem provocativo de ira e de ciúmes. Paulo descreve a preocupação com o bem estar do outro, sem egoísmo, com lealdade e benevolente. O amor é o maior dom de todos. O amor cristão é fruto do Espírito Santo, uma virtude de uma vida santa em Deus.


“Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior deste é o amor”. – 1 Coríntios 13:13


“O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se *ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não se procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente o mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”. 1 coríntios 13:4-7


*Ufana - Fazer com que alguém se sinta orgulhoso; tornar ou tornar-se envaidecido. O amor verdadeiro, ele é caracterizado como: 

  • Paciente e longânimo (1 Co 13:4)
  • Benigno e delicado com todos (1 Co 13:4)
  • Não é egoísta, mas é doador (1 Co 13:5)
  • Verdadeiro e honesto (1 Co 13:6)
  • Cheio de esperança e encorajador (1 Co 13:7)
  • Persistente e sem fim (1 Co 13:7)

Sem amor, os frutos do Espírito ficariam incompletos. O amor de Deus é Eterno, ele nunca falha. Ele é permanente e incondicional. Na Bíblia, encontramos o amor de Deus descrito como ilimitado e incondicional a ponto de entregar seu Filho Jesus por nós, para que pudéssemos ser amigos de Deus novamente e ter intimidade e comunhão com Deus.


“Mas Deus prova seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo ainda pecadores”. – Romanos 5:8


“Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele. Nisto consiste o amor: não em nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados”. – 1 João 4:8-10


O amor é mais que um sentimento, é atitude para com o próximo, atitudes de benevolência. O amor muitas das vezes nos exige atitudes práticas desconfortáveis. Como por exemplo: amar quem nossos inimigos e orar por aqueles que nos persegue.


“Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor”. 1 João 4:7-8


"Vocês ouviram o que foi dito: 'Ame o seu próximo e odeie o seu inimigo'. Mas eu digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem, para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos. Se vocês amarem aqueles que os amam, que recompensa vocês receberão? Até os publicanos fazem isso!” - Mateus 5:43-46


Vejamos mais alguns tópicos sobre o amor:

  • O amor não é opcional, somos orientados a servir uns aos outros. (1 Jo 3:11,23; 4.11)
  • O amor é demonstrável. Nosso amor a Deus é demonstrado no mesmo grau que demonstramos amor aos outros. (1 Jo 3:14; 4:7,20)
  • O amor é ativo é uma ação da vontade. Não podemos fechar os olhos para a necessidade do próximo.
  • O amor é responsivo, somos capazes de amar porque somos amados por Deus e somos motivados a responder aos outros com amor e não com ódio. (1 Jo 4:19) Veja também 1 João 4:7-21.

3 - DOMÍNIO PRÓPRIO



O domínio próprio é essencial para o desenvolvimento pessoal e espiritual do cristão. A prática do domínio próprio para algumas pessoas requer muita oração e firmeza diante de uma provocação. O domínio próprio deve ser praticado principalmente nos momentos mais desafiadores da nossa vida. 


Uma das coisas que eu não tinha era o domínio próprio, tudo me tirava do sério, eu parecia uma granada sem pino o tempo todo pronto para detonar (risos), mas isso me prejudicava muito, porque me tornava alguém insuportável e chata ao extremo. Outra coisa do domínio próprio é em caso de uma afronta pessoal com outra pessoa, você conseguir se mantiver calmo e tiver o domínio de suas 
emoções é algo maravilhoso.


O domínio próprio não consiste em apenas evitar brigas, contendas, insultar ou desrespeitar o outro, é também se manter no caminho da santidade, resistir as tentações da carne e dizer NÃO para o pecado.
É de extrema importância o cristão aprender a disciplinar os seus comportamentos externos e os sentimentos internos para se tornarem santos. Palavras e paixões, como bons pensamentos devem ser agradáveis diante de Deus.


“As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, Senhor, rocha minha e redentor meu!” (Salmos 19:14)


Uma vida disciplinada requer uma vida de obediência e aos estatutos de Deus, e isso também requer uma mudança de vida. Quem nunca já passou por situações em que já perdeu o controle de seus atos e emoções? Eu já.


A Bíblia ensina que o domínio próprio é fruto do Espírito Santo e sem domínio próprio, o cristão tem poucas oportunidades de vivenciar completamente as bênçãos de Deus. Temos que ser tardio em irar-se, se conter, não pecar deliberadamente, controlar seus impulsos sexuais, seus sentimentos, suas emoções, aproveite o momento difícil, desafiador para demonstrar amor. Você verá que valerá a pena.



4 - BONDADE


A Bondade é uma das características de Deus “Rendei graças ao Senhor, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre.” (Salmos 136:1). Deus não é apenas bom, ele é o Criador da bondade.


“Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom. Houve tarde e manhã, o sexto dia.” (Gênesis 1:31).


Dizer que Deus é bom, é afirmar que ele é totalmente puro, sem nenhuma intenção de fazer o mal. Jesus define a bondade em apenas num só Nome – DEUS.


“Respondeu-lhes Jesus: Por que me perguntas acerca do que é bom? Bom só existe um. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos.” (Mateus 19:17)


Bondade não é uma das atividades parciais de Deus, ele é rico em bondade, ele é a razão da sua compaixão, benignidade e generosidade (Sl 136:1; Êx 34:6 e Sl 84:11). Deus na sua infinita bondade e misericórdia nos abençoam com suas bênçãos, ele nos dá porque ele é bom, não porque merecemos. A bondade de Deus é para essa vida e para toda a eternidade (Sl 27:13 e Sl 31:19).


Como fruto do Espírito Santo, a bondade é resultado natural do amor, se você ama você consegue exercer a bondade, se você exerce a bondade com amor ela traz também a alegria e a paz na vida da pessoa. A verdadeira bondade é difícil de ser alcançada, ela se manifesta somente em uma vida dedicada ao Senhor. A bondade é a evidência da bondade de Deus agindo na vida de um cristão 
(1 Tessalonicenses 1:11-12).


5 - BENIGNIDADE


*Benignidade é a qualidade de quem é benigno, ou seja, dotado de características boas, como a generosidade, a bondade e a benevolência.


No âmbito religioso, de acordo com os ensinamentos de Bíblia, principalmente a cristã, a benignidade consiste numa particularidade que deve fazer parte de todas as pessoas.


Agir com benignidade é o mesmo que ser misericordioso e bondoso com o próximo, se comportando com base na lealdade e fidelidade, princípios estes defendidos por várias religiões baseadas na Bíblia.


A benignidade está relacionada com o caráter do indivíduo, enquanto que a bondade consiste nas atitudes deste. Assim, seria correto afirmar que a bondade é a exteriorização, em forma de ações, da benignidade.* (Créditos: Site Significados)


**A pessoa benigna tem muito amor no coração, que influencia a forma como vive. A benignidade se revela em:

Amar o bem

A pessoa benigna não se alegra com a maldade nem a injustiça mas fica feliz quando o bem prevalece. Ela procura sempre fazer o bem, rejeitando os impulsos para fazer coisas erradas.


Não guardar rancor

Quem tem benignidade perdoa os outros, não guardando rancor por ofensas cometidas. O amor de Deus mostra que todos somos pecadores e precisamos de perdão, que Deus dá de graça. Nós também devemos perdoar de graça. Em vez de procurar vingança por maldades cometidas, a pessoa benigna quer o bem, até para seus inimigos, e procura perdoar.


Ajudar outros

A benignidade não é apenas uma atitude do coração! Ela se expressa nas ações. Quem tem benignidade procura ativamente fazer o bem aos outros, ajudando seu próximo naquilo que pode. Não há lugar para o egoísmo, o desinteresse nem a inveja, por que o bem dos outros é uma coisa preciosa.** (Créditos: Site Respostas)


Dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honra aos outros mais do que a vocês. Romanos 12:10


Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo. Efésios 4:32


Que a benignidade e a lealdade jamais te abandonem: ata-as ao redor do pescoço, 4Assim, encontrarás favor diante de Deus e dos homens, bem como boa reputação. Provérbios 3.3-4




6 - FIDELIDADE


A fidelidade é a característica do relacionamento de Deus com o mundo, e esse relacionamento é o que Deus deseja que o crente tenha com ele e com ou outros. O Antigo e o Novo testamento louvam a Deus por sua fidelidade e alerta o povo a também serem fiéis a Deus. 


Fidelidade em grego é pistis, é uma das manifestações do Espírito Santo que diz respeito à lealdade e a integridade. Em Lamentações 3:22-23 diz que Deus é fiel. Jesus o Filho de Deus foi elogiado pelo Pai por sua fidelidade até a sua morte (Fp 2:7-10). Os crentes são chamados para à fidelidade de Deus, somos desafiados a manter a confiança firme em Deus e crer que a sua fidelidade cumpre as suas promessas. 


A fé nos leva a crer que Deus cumpre as suas promessas. Deus em sua infinita misericórdia exerce a sua fidelidade para todos aqueles que nele creem e se permanece fiel e firme em sua fé inabalável. Mesmo diante das dificuldades que enfrentamos em nossas vidas, Deus prova seu amor com sua fidelidade a nós. Ser fiel a Deus é o que todo crente deve buscar a ter em sua vida e seu caráter 
cristão. Vemos na Bíblia que muitos daqueles que seguiam ao Senhor foram chamados de fiéis como:


  • Moisés, que foi fiel durante da opressão – Veja Hebreus 11:23-25
  • Rute, que foi fiel ao experimentar uma grande perda – Veja Rute 1:16
  • A igreja primitiva foi fiel quando enfrentou perseguições – Veja Atos 8:4
  • E Paulo, em seu ministério – Veja 2 Timóteo 4:6-8
  • O Senhor disse: “Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida.” (Ap 2:10).
  • Ser fiel a Deus e ter uma fé inabalável em Cristo será recompensado durante toda a eternidade.


7 - LONGANIMIDADE



Ser longânimo é ser paciente, persistente, ter firmeza e tolerância; em outras palavras é deixar de ser pavio curto, deixar de ser impaciente e esperar o tempo certo, não desistir na primeira tentativa, é deixar de ser intolerante. A longanimidade é um fruto do Espírito que nos dá a capacidade da espera, da perseverança. A longanimidade é um do caráter de Deus.


“Mas tu, Senhor, és Deus compassivo e cheio de graça, paciente e grande em misericórdia e em verdade.” (Salmos 86:15).


É uma atitude que todo cristão deveriam desejar em suas vidas (1 Co 13:4). Paciência quer dizer suportar; é ter a capacidade de carregar um fardo ou aflição e transformá-lo em glória. É não é tão fácil assim não é mesmo? Somente o Espírito Santo mesmo para nos proporcionar tal capacidade, até 
porque existem não só situações que nos desafiam, mas pessoas também.


Na Bíblia a paciência é considerada uma característica do verdadeiro amor (1 Co 13:4-7). Uma coisa bem interessante é que a longanimidade é um atributo empregado com mais frequência em relação a Deus, sua essência significa – deixar a ira longe enquanto for ofendido ou injustiçado. Somente Deus pode ser totalmente longânimo, só ele é “tardio em se irar” (Sl 86:15; Jr 2:13).


O crente pode sim ser longânimo somente pelo poder do Espírito Santo. A pessoa que anda no Espírito desenvolve uma atitude de paciência, perseverança e longanimidade, que circunstancia nenhuma é capaz de destruir a paciência e ninguém consegue derrota-lo.


“Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, esforçando-vos diligentemente por perseverar a unidade do Espírito no vínculo da paz.” (Efésios 4:1-3)


8 - PAZ


Não tem coisa melhor na vida do que viver em paz e estar em paz, consigo mesmo e com todos. No novo e no antigo testamento a paz é descrita como resultado de um relacionamento correto com Deus e com o próximo.


“Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo; por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso pela fé, a esta graça na qual estamos firmes, e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.” Romanos 5:1-2


A palavra paz é muito mais que a ausência de conflitos; é uma realidade objetiva que traz harmonia para a vida. O cristão que experimenta a paz espiritual convive com uma sensação de bem estar e satisfação que vem de Deus e depende da presença divina somente. A paz espiritual interna é vivida por qualquer pessoa cristã que permanece no Espírito Santo de Deus, mesmo enfrentando as adversidades da vida, ela vive em paz.


A verdadeira paz traz um efeito maravilhoso na vida do crente, ela experimenta uma vida livre de preocupações, do medo e da ansiedade. A verdadeira paz é fruto do Espírito Santo que nos proporciona forças para enfrentar as batalhas espirituais, sobreviver às dificuldades e os perigos.


Paz também significa confiança, é uma paz interior baseada na justiça de Deus que opera em nós. Não se trata de autoconfiança, mas na confiança em Deus de que tudo dará certo. A verdadeira confiança gera paz, nos dá uma força tranquila, uma segurança plena, eterna e satisfatória. Não há nada mais importante que um cristão em meio a guerra vivendo a 
paz de Deus todos os dias de sua vida.


9 - MANSIDÃO



E por último, o fruto do Espírito Santo é a mansidão. Ser manso, não significa que você é bobo ou incapaz de refutar alguém. Mansidão te dá a capacidade de ser paciente, manter a calma em momentos que normalmente a ira iria entrar em ação num piscar de olhos. Ela impede a violência e o desrespeito. Quem tem mansidão pode de modo simples acalmar uma situação tensa usando palavras de sabedoria, a mansidão vem da submissão e da confiança em Deus. Jesus faz um convite a todos os que estão cansados e se sentindo sobrecarregados.


“Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para vossa alma. Porque meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus 11:28-30)


Ser manso traz tranquilidade e segurança para quem nos cerca. Jesus mesmo disse que ele é manso, não havia nele nenhuma conduta de violência e rispidez. Mesmo ele estava sendo julgado, e o povo todo gritando para crucificá-lo, suas mãos e pés amarrados com grilhões e sofrendo dores intensas, ele não se irou, pelo contrário, Jesus aceitou sofrer em nosso lugar como um cordeiro manso, sem 
se quer demonstrar qualquer sentimento de ódio e raiva.


Sei que muitos no lugar de Jesus dariam lugar a ira e no termo mais popular “chutava o pau da barraca”na tentativa de sua autodefesa.Pedro em 1 Pe 3:4 disse que a o cristão deverá se preocupar com a beleza interior, homens e mulheres devem ter um espírito manso e tranquilo.


“Seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranquilo, que é de grande valor diante de Deus.” 1 Pe 3:4


O cristão que é manso reflete em si o caráter de Deus. Paulo diz para Timóteo em 1Tm 6:11 “Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas coisas; antes, segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão.” Aqui Paulo estava exortando Timóteo um jovem pastor para se não deixar se levar pelos ensinos de falsos mestres e se firmar nos ensinamentos verdadeiros de Deus.


“Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade.” (Colossenses 3:12)


Um coração manso reflete o amor, a bondade e a humildade para com o próximo. É uma atitude oposta a velha natureza pecaminosa. Precisamos nos revestir da armadura de Deus, buscar os frutos do seu Espírito a fim de nos tornar um cristão melhor que reflete o caráter de Deus.


CONCLUSÃO


Ser cristão nos moldes de Deus não é uma tarefa fácil, mas temos seu Espírito Santo para nos guiar em toda a verdade e nos auxiliar em nossa jornada no evangelho. Deus deseja que nos tornemos pessoas melhores e nos parecemos com ele a cada dia, somente assim ele é refletido em nós e podemos viver o evangelho de forma verdadeira.


C.S Lewis disse: - “Se você está à procura de uma religião que o deixe confortável, definitivamente eu não lhe aconselharia o cristianismo”. A Bíblia é bem clara nessa questão, e nos dá a direção para que possamos fazer as melhores escolhas na vida. Os frutos do Espírito são atributos divinos dos 
que “andam no Espírito” (Gl 5:16). A verdadeira manifestação do Espírito Santo na vida de um crente é que este se torna cada vez mais parecido com Cristo no caráter e nas ações. Lembre-se que os frutos da carne são: 

  • Adultério,
  • Fornicação,
  • Impureza, 
  • Lascívia, 
  • Idolatria,
  • Feitiçaria, 
  • Ódio, 
  • Contendas, 
  • Ciúmes, 
  • Explosão de cólera, 
  • Ambições egoístas, 
  • Divergências,
  • Heresias, 
  • Inveja, 
  • Assassinatos, 
  • Embriaguez, 
  • Orgias, 
  • Glutonarias, 
  • Facções e coisas semelhantes a essas. 

Paulo diz que não herdarão o Reino de Deus quem pratica tais coisas (Gálatas 5:19-21) Mas as obras do Espírito trazem para o cristão a graça de Deus e o direito de herdar a vida eterna.


“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.” 
(Gálatas 5:22-23)


A escolha está em suas mãos, e aí qual é a sua decisão? Andar na carne ou no Espírito? Eu já fiz a minha escolha.


OI!


Você pode adquirir este artigo em formato de e-book em PDF, basta clicar no link abaixo deta imagem e faça o download gratuitamente.









ATENÇÃO!


Você que está lendo este artigo agora, quero oferecer a você uma série sobre A VIDA DE JESUS com 12 artigos para você ler e compartilhar com seus amigos, família e todas as pessoas que você conhece e que ainda não conhece Jesus e nem O aceitou como seu único e suficiente Salvador. Ficou interessado (a)? Clique nas opções abaixo do banner e leia todos os artigos de graça.



Hey,

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. E aproveite também para nos seguir nas redes sociais como: Facebook | Instagram | YouTube | Assinar Feed


Foto: Pixabay




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós, aqui não aceitamos ofensas, preconceito, palavras de ódio e intolerância. Todos os comentários deverão ter nome identificado. Obrigado Por Comentar!.



Topo