Introdução ao periodo patrístico - No Teu Altar - Ministério Online

14 setembro 2019

Introdução ao periodo patrístico




Em nosso post de hoje, vamos aprender sobre o período patrístico, e como ele pode ser relevante para o conhecimento dos cristãos nos dias de hoje.

Minha experiência pessoal de professor tanto na área educacional, tanto na área bíblica, me ensinou que a melhor maneira de ensinar, e o professor conduzir os seus alunos a entender e apreciar as perspectivas dos temas, quando o professor se dispõe a explicar o contexto das perspectivas, as perguntas envolvidas e as terminologias que são relacionadas a elas.


 
1 - O Período Patrístico

O cristianismo via a sua perspectiva como uma continuação e também uma evolução do judaísmo, tendo como base essa perspectiva, o cristianismo cresceu em regiões em que o judaísmo estava de maneira tradicional associado, em particular na Palestina.

O cristianismo se espalhou para as regiões da Palestina, através dos evangelistas entre eles se destacaram Pedro, João, Filipe e Paulo. No final do século I, o cristianismo se estabeleceu por toda a região do Mediterrâneo Oriental, e também conseguiu se estabelecer na cidade de Roma, que era a capital do Império Romano daquela época.

Com o estabelecimento da igreja na cidade de Roma, a igreja começou crescer até ao ponto de surgir atritos entre a liderança da igreja em Roma e da igreja em Constantinopla, trazendo através desse atrito um cisma entre a igreja ocidental, representada pela igreja em Roma, e a igreja oriental, representada pela igreja em Constantinopla.

Através do crescimento da igreja em diversas regiões, surgiu também o interesse pelos centros de debates teológicos. Surgiu então os centros de debates teológicos, no qual três destes centros de debates teológicos se destacaram são, a cidade de Alexandria de idioma grego, a cidade de Antioquia de idioma grego, e a África Ocidental de idioma latim. Clique Aqui para expandir melhor seu entendimento sobre o assunto.


2 - A escola teológica de Alexandria


A escola teológica de Alexandria, nos dias atuais está localizada no Egito, destacou-se como uma importante escola de educação cristã e teológica. O estilo teológico característico veio ser associado à cidade de Alexandria, que relata a sua associação com a tradição platônica.
 
O estudante da área da teologia histórica, encontrará referência a teologia da escola de Alexandria com a teologia alexandrinas, em estudos como a cristologia e a interpretação bíblica, o que reflete a importância e a peculiaridade do estilo de cristianismo associado a região de Alexandria.



3 - A escola teológica de Antioquia


A escola de Antioquia e a região vizinha da Capadócia, nos dias atuais estão localizadas na Turquia.
 
Nessa região o cristianismo esteva em uma crescente, não somente na região de Antioquia e Capadócia, mas também nas cidades vizinhas ao norte do Mediterrâneo Oriental.
Em uma de suas viagens missionarias Paulo foi para Antioquia.
 
Antioquia se destacou em várias ocasiões da história da igreja primitiva, conforme está registrado em Atos dos Apóstolos. Vamos ler o relato bíblico em Atos 11.19-26


19 E os que foram dispersos pela perseguição que sucedeu por causa de Estevão caminharam até a Fenícia, Chipre e Antioquia, não anunciando a ninguém a palavra, senão somente aos judeus.
20 E havia entre eles alguns homens cíprios e cirenenses, os quais entrando em Antioquia falaram aos gregos, anunciando o Senhor Jesus.
21 E a mão do Senhor era com eles; e grande número creu e se converteu ao Senhor.
22 E chegou a fama destas coisas aos ouvidos da igreja que estava em Jerusalém; e enviaram Barnabé a Antioquia.
23 O qual, quando chegou, e viu a graça de Deus, se alegrou, e exortou a todos a que permanecessem no Senhor, com propósito de coração;
24 Porque era homem de bem e cheio do Espirito Santo e de fé. E muita gente se uniu ao Senhor.
25 E partiu Barnabé para Tarso, a buscar Saulo; e, achando-o, o conduziu para Antioquia.
26 E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e, ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos.


A cidade de Antioquia se tornaria uma cidade importante no ensino bíblico e teológico. Como a cidade de Alexandria, a cidade de Antioquia, também ficou conhecida através de suas perspectivas com respeito ao ensino da cristologia  e a interpretação bíblica.

O termo teológico antioqueno é utilizada para designar o estilo teológico característico da escola de educação teológica de Antioquia.

Outro termo teológico também conhecido são os pais capadócios, que se refere aos sucessores dos Apóstolos nessa região, ele tiveram influencia em termos de estudos da teologia, no século IV, em sua contribuição a doutrina da trindade.


4 - A escola teológica da África Ocidental


África Ocidental localizada nos dias de hoje na Argélia, nesse mesmo local a cidade de Cartago, essa cidade mediterrânea, era adversária politica da cidade de Roma, porque elas disputavam o domínio da região.

No período em que o cristianismo se espalhou por essa região, o norte da África Ocidental era uma colônia romana. Alguns escritores dessas regiões se destacaram entre eles estão Tertuliano, Cipriano de Cartago, e Agostinho de Hipona.

Mas também não significa que outras cidades do Mediterrâneo não tinham importância em suas escolas de educação crista e teológicas.

Cidades importantes entre elas Roma, Constantinopla, Milão e Jerusalém, também tinha as sua escolas de teologias e educação cristas, ainda que nenhuma dessas escolas estivesse destinada a alcançar a mesma importância de suas escolas de teologias e educação cristas de seus concorrentes.

Até porque cada uma dessas escolas pensava a partir da perspectiva da sua escola de pensamento teológica, sem considerar a escola de pensamento teológica rival, isso não acontece nos dias de hoje?


5 - Entendendo os termos


(a) Interpretação bíblica

Conhecido na teologia como Exegese e se refere ao método de interpretação textual aplicado especificamente a Bíblia.

O termo exegese bíblica se refere ao processo de interpretação da Bíblia. A técnica especifica utilizada para a exegese bíblica recebe o nome de hermenêutica, as duas estão intimamente unidas, e o seu uso correto depende não de uma, mas de ambas.

(b) Hermenêutica

A hermenêutica se refere aos princípios que orientam a interpretação ou exegese de um texto, como já expliquei em especial dos textos bíblico, tendo em mente a sua aplicação aos dias atuais.

(c) Cristologia

A cristologia se refere à área da teologia que se refere ao estudo da identidade de Jesus Cristo, em especial ao aspecto entre suas naturezas divina e humana.

(d) Patrístico

O termo patrístico tem sua origem na palavra no idioma latim pater, a palavra pater traduzida para o idioma português significa pai, portanto o termo se refere ao período dos pais da igreja quanto as suas perspectivas teológicas que se desenvolveram ao decorrer desse período.

O termo patrístico não se refere a um termo inclusivo, porque não existia na literatura cristã teológica algum termo inclusivo que fosse aceitável por todos.
 

(e) Período Patrístico

O período patrístico se refere a um termo definido de maneira vaga, mas que frequentemente é considerando pela maioria dos teólogos como o período a partir do término dos documentos do Novo Testamento aproximadamente no ano 100 até o decisivo Concílio da Calcedônia aproximadamente no ano 451.

(f) Teologia Patrística

A teologia patrística se refere ao estudo da teologia sobre os estudos dos pais da igreja.

(g) Patrologia

A patrologia se refere aos estudos dos escritos dos pais da igreja, mas também se refere os manuais de literatura patrística, que fornece a seus leitores e estudantes de maneira fácil as principais perspectivas de pensamentos teológicos dos escritores patrísticos e alguns possíveis problemas de entendimento e interpretação das Escrituras associados a eles.





+ ARTIGOS ÚTEIS PARA VOCÊ!
- 4 tipos de preparação que Deus espera de um adorador
- 5 fatos que você tem o Espírito Santo
- 7 Marcas de um coração segundo o coração de Deus
- Como amar a Deus verdadeiramente! 


 
 




ATENÇÃO!


Você que está lendo este artigo agora, quero oferecer a você uma série sobre A VIDA DE JESUS com 12 artigos para você ler e compartilhar com seus amigos, família e todas as pessoas que você conhece e que ainda não conhece Jesus e nem O aceitou como seu único e suficiente Salvador. Ficou interessado (a)? Clique nas opções abaixo do banner e leia todos os artigos de graça.

 

 
Hey,
 

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. E aproveite também para nos seguir nas redes sociais como: Facebook | Instagram | YouTube | Google + | Assinar Feed
 
 
Foto: Pixabay
Fonte: Teologia Sistemática, Histórica e Filosófica Editora Shedd
Tradução Bíblica: Almeida Corrigida Fiel (ACF) Editora Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil (SBTB)
 
Frase: Conhecer e praticar os ensinamentos de Jesus Cristo, e o maior conhecimento que alguém pode ter. Felipe Marques.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós, aqui não aceitamos ofensas, preconceito, palavras de ódio e intolerância. Todos os comentários deverão ter nome identificado. Obrigado Por Comentar!.



Topo