02 janeiro 2019

Insensibilidade Espiritual




Ter uma vida espiritual e importante para o verdadeiro cristão, quando isso e sonegado em seu relacionamento diário com Deus, essa pessoa certamente será insensível em relação a assuntos espirituais. Vamos ler Gênesis 38.1-30 para entendermos essa insensibilidade espiritual.


1 Aconteceu, por esse tempo, que Judá se apartou de seus irmãos e se hospedou na casa de um adulamita, chamado Hira.
2 Ali viu Judá a filha de um cananeu, chamado Sua; ele a tomou por mulher e a possuiu.
3 E ela concebeu e deu à luz um filho, e o pai lhe chamou Er.
4 Tornou a conceber e deu à luz um filho; a este deu a mãe o nome de Onã.
5 Continuou ainda e deu à luz outro filho, cujo nome foi Selá; ela estava em Quezibe quando o teve.
6 Judá, pois, tomou esposa para Er, o seu primogênito; o nome dela era Tamar.
7 Er, porém, o primogênito de Judá, era perverso perante o Senhor, pelo que o Senhor o fez morrer.
8 Então, disse Judá a Onã: Possui a mulher de teu irmão, cumpre o levirato e suscita descendência a teu irmão.
9 Sabia, porém, Onã que o filho não seria tido por seu; e todas as vezes que possuía a mulher de seu irmão deixava o sêmen cair na terra, para não dar descendência a seu irmão.
10 Isso, porém, que fazia, era mau perante o Senhor, pelo que também a este fez morrer.
11 Então, disse Judá a Tamar, sua nora: Permanece viúva em casa de teu pai, até que Selá, meu filho, venha a ser homem. Pois disse: Para que não morra também este, como seus irmãos. Assim, Tamar se foi, passando a residir em casa de seu pai.
12 No correr do tempo morreu a filha de Sua, mulher de Judá; e, consolado Judá, subiu aos tosquiadores de suas ovelhas, em Timna, ele e seu amigo Hira, o adulamita.
13 E o comunicaram a Tamar: Eis que o teu sogro sobe a Timna , para tosquiar as ovelhas.
14 Então, ela despiu as vestes de sua viuvez, e, cobrindo-se com um véu, se disfarçou, e se assentou à entrada de Enaim, no caminho de Timna; pois via que Selá já era homem, e ela não lhe fora dada por mulher.
15 Vendo-a Judá, teve-a por meretriz; pois ela havia coberto o rosto.
16 Então, se dirigiu a ela no caminho e lhe disse: Vem, deixa-me possuir-te; porque não sabia que era a sua nora. Ela respondeu: Que me darás para coabitares comigo?
17 Ele respondeu: Enviar-te-ei um cabrito do rebanho. Perguntou ela: Dar-me-ás penhor até que o mandes?
18 Respondeu ele: Que penhor te darei? Ela disse: O teu selo, o teu cordão e o cajado que seguras. Ele, pois, lhos deu e a possuiu; e ela concebeu dele.
19 Levantou-se ela e se foi; tirou de sobre si o véu e tornou às vestes da sua viuvez.
20 Enviou Judá o cabrito, por mão do adulamita, seu amigo, para reaver o penhor da mão da mulher; porém não a encontrou.
21 Então, perguntou aos homens daquele lugar: Onde está a prostituta cultual que se achava junto ao caminho de Enaim? Responderam: Aqui não esteve meretriz nenhuma.
22 Tendo voltado a Judá disse: Não a encontrei; e também os homens do lugar me disseram: Aqui não esteve prostituta cultual nenhuma.
23 Respondeu Judá: Que ela o guarde para si, para que não nos tornemos em opróbio; mandei-lhe, com efeito, o cabrito, todavia, não a achaste.
24 Passados quase três meses, foi dito a Judá: Tamar, tua nora, adulterou, pois está grávida. Então, disse Judá: Tirai-a fora para que seja queimada.
25 Em tirando-a, mandou ela dizer a seu sogro: Do homem de quem são estas coisas eu concebi. E disse mais: Reconhece de quem é este selo, e este cordão, e este cajado.
26 Reconheceu-os Judá e disse: Mais justa é ela do que eu, portanto não a dei a Selá, meu filho. E nunca mais a possuiu.
27 E aconteceu que, estando ela para dar à luz, havia gêmeos no seu ventre.
28 Ao nascerem , um pôs a mão fora, e a parteira, tomando-a, lhe atou um fio encarnado e disse: Este saiu primeiro.
29 Mas, recolhendo ele a mão, saiu o outro; e ela disse: Como rompeste saída? E lhe chamaram Perez.
30 Depois, lhe saiu o irmão, em cuja mão estava o fio encarnado; e lhe chamaram Zera.


1 - Insensibilidade de Caráter


Muitos questionam esse texto porque ele se você for detalhista não menciona Deus, porém esse texto tem como objetivo a constate insensibilidade espiritual de Judá.

 
As falhas de caráter éticas e espirituais de Judá estão sendo relatadas de maneira que o leitor moderno possa aprender com os erros de Judá e não cometer uma insensibilidade de caráter.

 
Judá começa a sua trajetória em direção a sua insensibilidade quando fica hospedado em uma cidade chamada Adulão, quem nascia nessa cidade era identificado como adulamita, Adulão se localizava aproximadamente 24 quilômetros sentido noroeste da cidade de Hebrom.

 
Na cidade de Adulão, Judá se casou com uma mulher cananeia e também nessa cidade o seu filho chamado Er, foi morto por Deus devido ele ter um estilo de vida que desagradava a Deus.


2 - Insensível em cumprir deveres


Infelizmente existem pessoas que tem dificuldades em cumprir deveres devido a um comportamento egocêntrico. Onã era esse tipo de pessoa, ele se recusa a cumprir o seu dever civil para a sua época porque ele queria receber a herança do primogênito porque pela lei civil da época esse direito seria para o filho de Tamar, mesmo se o pai da criança fosse Onã.

 
Onã também se recusou a cumprir o casamento levirato da sua época, o casamento levirato se refere ao casamento de uma mulher viúva com o irmão do seu marido, quando esse marido falecesse.

 
O casamento levirato era um tipo de casamento bem conhecido e praticado na época de Judá, esse casamento levirato também foi posteriormente incorporado à lei Mosaica. Vamos ler o relato bíblico em Deuteronômio 25.5-10.


5 Se irmãos morarem juntos, e um deles morrer sem filhos, então, a mulher do que morreu não se casará com outro estranho, fora da família; seu cunhado a tomará, e a receberá por mulher, e exercerá para com ela a obrigação de cunhado.
6 O primogênito que ela lhe der será sucessor do nome do seu irmão falecido, para que o nome deste não se apague em Israel.
7 Porém, se o homem não quiser tomar sua cunhada, subirá esta à porta, aos anciãos, e dirá: Meu cunhado recusa suscitar a seu irmão nome em Israel; não quer exercer para comigo a obrigação de cunhado.
8 Então, os anciãos da sua cidade devem chama-lo e falar-lhe; e, se ele persistir e disser: Não quero toma-la,
9 então, sua cunhada se chegará a ele na presença dos anciãos, e lhe descalçará a sandália do pé, e lhe cuspirá no rosto, e protestará, e dirá: Assim se fará ao homem que não quer edificar a casa de seu irmão; 10 e o nome de sua casa se chamará em Israel: A casa do descalçado.


Outras questões interessante são as seguintes: Porque Judá ordenou que o seu filho Onã tivesse relação sexual com Tamar, que era sua nora viúva, mas Judá não permitiu que Selá, seu outro filho não tivesse relação sexual com Tamar?

 
A resposta a essa questão já está respondida através do casamento levirato já explicado nesse artigo. Mas também o que Judá fez ao conceder Tamar à Onã foi moralmente certo, e ao conceder o adiamento em conceder Tamar à Selá foi moralmente errado. Outra questão interessante também e a seguinte: Porque Onã foi morto pelo seu mau comportamento e de sua relação sexual com Tamar?

 
A prática do mal que fez Onã ser morto não foi a prática como pode afirma alguns que ele teve relações sexuais fora do casamento, ou que Onã praticasse uma maneira de controlar a natalidade infantil da parte dele. Essa prática também ficou conhecida como onanismo, que é  também conhecida no século 21 como a prática do coito interrompido.

 
Onã não foi morto por nenhuma dessas práticas já citadas, qualquer coisa que se afirme
fora disso seria uma inferência que se refere a afirmar ao texto o que ele não tem a intenção de afirmar. O erro de Onã foi o seu egoísmo, e esse erro o levou a morte porque não queria cumprir a vontade de Deus, até porque que a última situação que um egoísta pensa sempre será agradar a vontade de Deus. Ou seja, Onã tinha consciência de que com o nascimento da criança, ele não herdaria nada e ainda tinha a obrigação pela lei civil de sua época de sustentar a criança.


3 - Insensível em relação aos próprios erros


Também era uma prática comum as prostitutas ficarem próximas as estradas em lugares visíveis. A afirmação de Judá de que Tamar era uma "mulher justa" não se refere a uma afirmação de que embora ela tivesse agido como uma prostituta fosse uma prática moralmente aceitável.


Na verdade Judá está reconhecendo seus principais erros: o erro de procurar uma prostituta, e o erro de negligenciar ajuda para as necessidades de Tamar, porque Tamar era uma viúva e era obrigação dele, Judá e não um favor de ajuda-la.


A razão de Tamar ter agindo como prostituta, como uma cilada para Judá,  nos relata como erra a reputação moral de Judá. A razão de Tamar usar um véu que era de uso comum das prostitutas ligadas com as religiões pagas de sua época, era para que ela não fosse reconhecida por Judá.


A prostituição cultual era comum na sociedade cananeia na época de Tamar, essa sociedade se encontrava tão corrompida que os homens e as mulheres que se prostituíam no templo consideravam os seus serviços de prostituição uma função sagrada. Vamos ler o relato bíblico em Jeremias 3.2.


Levanta os olhos aos altos desnudos e vê; onde não te prostituíste? Nos caminhos te assentavas à espera deles como o arábio no deserto; assim, poluíste a terra com as tuas devassidões e com a tua malícia.


4 - Querer estar certo com atitudes erradas


Tamar pediu e recebeu de Judá para ter relação sexual com ele, um penhor que se refere um pagamento futuro, Judá concordou e deixou com Tamar  o seu selo de uso pessoal usado a um cordão que ficava em seu pescoço e o seu cajado.

 
O selo tinha como objetivo gravar, que se refere a uma marca distinta de uma pessoa, essa marca poderia estar em uma tabuinha de barro ou cera, e funcionava da mesma maneira de um documento com uma assinatura.

 
Tamar foi de ingênua não tinha nada, ela foi astuta em ficar de posse do selo de Judá como uma garantia legal perante a lei da sua época como pagamento serviço de prostituta cultual.

 
O motivo de Tamar estar de posse do selo de Judá era uma prova inegável, de que Judá estava envolvido com a sua gravidez. Judá errou em se recusar a conceder que seu filho Selá se cassasse com sua nora Tamar, mas também Judá errou por ter adulterado com sua nora Tamar.


5 - A descendência de Jesus Cristo


Temos que entender que esse relato bíblico não está na bíblia por acaso, não somete esse mas todos os relatos nos conduz a Jesus Cristo. Nesse relato lemos a respeito do nascimento de irmãos gêmeos, embora a mão de Zera tivesse aparecido primeiro, na verdade foi Perez quem nasceu primeiro.

 
Também é um dos diversos exemplos nos relatos bíblicos de luta entre irmãos mais velhos é irmãos mais novos que a bíblia relata na descendência de Abraão. Também o que ocorreu entre Judá e sua nora Tamar, que terminou na gravidez de Tamar em sua relação sexual com Judá, não frustrou os planos de Deus de abençoara o mundo através da descendência de Abraão.

 
Deus em Graça permitiu que um filho ilegítimo encontrasse um lugar na descendência do Messias. Seu nome é Perez que significa rompimento, ele é um descendente de Jesus Cristo.

 
Assim como Perez rompeu o ventre de sua mãe Tamar, nos podemos romper com qualquer prática pecaminosa que nos afaste de Deus, mesmo aquelas que não seja as prática pecaminosa de Judá, Tamar, Onã e Er.

 
Apenas devemos entender que não somo nos, nunca foi nem nunca será, mas é aquilo que Jesus nos concede quando o aceitamos como Senhor e Salvador, é que através da sua Graça podemos fazer parte da sua descendência espiritual assim como Perez foi.

 
Também esse relato bíblico foi incluído no Canon do Antigo Testamento, porque Judá era um antepassado do Messias, e um dos objetivos do Antigo Testamento era preservar os registros de todas as famílias relatadas na descendência  da sucessão, mesmo que continham fatos desagradáveis e desfavoráveis. Vamos ler o relato bíblico em Mateus 1.3


Judá gerou de Tamar a Perez e a Zera; Perez gerou a Esrom; Esrom, a Arão.


Frase: Devemos ficar satisfeitos e alegres em servir a Deus com os Dons que Ele nos concedeu e realizar a sua obra com amor, fé e dedicação. Felipe Marques




+ ARTIGOS ÚTEIS PARA VOCÊ!
 




ATENÇÃO!


Você que está lendo este artigo agora, quero oferecer a você uma série sobre A VIDA DE JESUS com 12 artigos para você ler e compartilhar com seus amigos, família e todas as pessoas que você conhece e que ainda não conhece Jesus e nem O aceitou como seu único e suficiente Salvador. Ficou interessado (a)? Clique nas opções abaixo do banner e leia todos os artigos de graça.

 

 
Hey,
 

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. E aproveite também para nos seguir nas redes sociais como: Facebook | Instagram | YouTube | Google + | Assinar Feed
 
 
Foto: Pixabay
Tradução Bíblica: (ARA) Almeida Revista Atualizada Editora Sociedade Bíblica do Brasil.



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós, aqui não aceitamos ofensas, preconceito, palavras de ódio e intolerância. Todos os comentários deverão ter nome identificado. Obrigado Por Comentar!.



Topo