Banner

dezembro 17, 2018

O evangelho na pós-modernidade




No começo do século 21, o evangelho se encontra em um contexto cultural complexo e também variado,  e totalmente oposto ao evangelho que os evangelistas do século 20 conheceram.


As pessoas de dentro e de fora da igreja vivem em um contexto cultural de mundo pós-moderno. As estratégias utilizadas pelos evangelistas que funcionavam no ano de 1950 até 1960, agora em um contexto cultural pós-moderno e dentro de uma cultura e de uma geração nova, já não funciona com eficácia.

O termo pós-modernismo apareceu na cultura secular em aproximadamente em 1971. O termo pós-modernismo se referia em 1971 a um novo estilo arquitetônico, é em 2018 se refere ao mundo das ideias.

 
O termo pós-modernismo, também se refere á uma crença cultural que aumenta gradativamente, é que a modernidade falhou e precisava se corrigida.

 
Esse sentimento de pós-modernismo teve seu inicio através das artes modernas, que eram obras incapazes de interagir com a imaginação das pessoas, mas isso teve um crescimento gradual, e as questões sociais e os problemas que surgiram a partir de uma crença ingênua na inevitabilidade do pregresso cultural, e também no crescimento da industrialização e no crescimento na urbanização.

 
Quero também afirmar que o movimento emergente do pós-modernismo, nunca quis ser conhecido pelo termo antimodernismo, ou seja, o pós-modernismo não se refere a si mesmo como a rejeição de todos os aspectos da modernidade.

 
Segundo a opinião dos defensores do pós-modernismo, ele se refere em uma tentativa de combinar o melhor do que existe no mundo moderno e o melhor das tradições clássicas, mas eliminado simultaneamente, os aspectos que sejam indesejáveis de ambas cosmovisões.

 
A pós-modernidade tem sido amplamente criticada devido a sua superficialidade intelectual, mas principalmente pelo seu ecletismo. O termo ecletismo se refere a uma doutrina em sentido religioso ou uma tendência em sentido cultural que recolhe e seleciona elementos de outras teorias que parecem apropriados.

 
A essência do ecletismo está na liberdade de escolher e conciliar vários estilos diferentes.
Uma reflexão sobre a pós-modernidade é a seguinte, quem decide o que selecionar e misturar sobre o passado e sobre o presente?

 
Os escritores pós-modernos, dizem que o movimento pós-moderno se refere em uma tentativa de fazer a sociedade avançar o seu modo de pensar de tal maneira, que essa sociedade possa abrir mão das melhores intuições do passado sem se deixar se perder.

 
Uma das principais preocupações para os pós-modernos é combater os incontáveis sistemas totalitários, dentre dos quais o marxismo é um exemplo típico da modernidade e agora e entendido como camisa de força na área de conhecimento intelectual e cultural.

 
Um exemplo disso recente é a eleições realizadas no Brasil em 2018, as eleições já terminou nas urnas, mas nas redes sociais, na sociedade e na igreja ela permanece.

 
Uma analise sobre o pós-modernismo e de extrema importância para o evangelista do século 21. Uma reflexão que deve ser feita é a seguinte, de que modo podemos responder sobre o evangelho diante dessa gradativa transformação cultural? Provavelmente a primeira atitude seria compreender a gradativa mudança que está acontecendo na sociedade.

 
Se estudarmos e fizermos uma reflexão sobre a história da igreja, desde a sua fundação até os seus dias atuais entenderemos essa transformação da sociedade e o pós-modernismo em uma perspectiva correta.

 
Quero ressaltar que todas as gerações acreditam ter encontrado um ponto critico da história, e que também temos a tendência de acreditar que o que vivemos, aprendemos e compreendemos do passado era melhor do que os dias atuais.

 
Isso acontece porque o passado e de alguma forma idealizado em uma perspectiva romântica, principalmente pelas pessoas que se sentem de alguma maneira alienadas e deslocadas no presente século.

 
Quero também salientar que não precisamos nos alimentar de uma comida chamada nostalgia, para nos alimentarmos do passado, mas sim lidar com os desafios do século 21 e do pós-modernismo usando as estratégias evangelísticas do passado sempre que precisarmos o que na maioria das situações acontece.
 
 
A proclamação do evangelho sempre acontece dentro de um contexto de mudança cultural.
Quero salientar que o evangelho continua o mesmo; as perguntas sobre o evangelho continuam as mesmas e os desafios que os evangelistas enfrentam continuam os mesmos, apenas variam de acordo com um contexto de sociedade. Vamos ler o relato bíblico em Marcos 1.1.

Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus.



Fazer download e-book O que é ser cristão de verdade - No Teu Altar



O modernismo, também já avançou sobre toda a sociedade, e agora está recuando. O pós-modernismo avança agora, entretanto no próximo século poderá recuar.

 
Não existe necessidade de os evangelistas se sentirem retraídos com a ascensão da pós-modernidade. O evangelho detém amplos recursos para vencer esse desafio. Vamos ler o relato bíblico em 1 João 5.4.
 

Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo, e está é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.


O fato que existe diante dos evangelistas, é que durante algum período eles deixaram de recorrer ao evangelho, porque esses evangelistas entendiam que o evangelho era insatisfatório diante de uma cosmovisão moderna.

 
A pós-modernidade traz desafios para a proclamação do evangelho, mas também traz oportunidades reais para os evangelistas se prepararem. Vamos fazer uma reflexão sobre isso, a maneira que anunciamos o evangelho, é de fato a melhor maneira que existe? Vamos ler o relato bíblico em Marcos 13.10.


Mas é necessário que primeiro o evangelho seja pregado a todas as nações.


Outra reflexão sobre isso será que o anuncio do evangelho estaria demasiadamente arraigara em uma cosmovisão ultrapassada, de tal maneira que o anuncio do evangelho deixaria de existir devido à modernidade?

 
O anuncio do evangelho parece ter se permitido se emaranhar de maneira profunda pelas estruturas de plausibilidade da modernidade, esse período da história cultural aconteceu aproximadamente entre 1750 a 1960 e devastou a cultura europeia cristã. Será que isso também ocorrerá na cultura cristã brasileira? Ou será que isso já está ocorrendo na cultura cristã brasileira?

 
Portanto, o surgimento do pós-modernismo traz consigo a oportunidade de reavaliar o passado. Também podemos perceber que alguns evangelistas do século 20, tinham a tendência de considerar em sentido teológico algo imprescindível que não passava de alguma perspectiva que era defendida por razões de acomodação cultural ou de uma perspectiva de contingência histórica.

 
Devemos fazer a seguinte reflexão, como devemos explicar defender e anunciar o evangelho em um contexto cultural e de mudança gradativa. Vamos ler o relato bíblico em Marcos 14.9.


Em verdade vos digo: onde for pregado em todo o mundo o evangelho, será também contado o que ela fez, para memória sua.


Eu, Felipe, particularmente acredito que o pós-modernismo seja uma perspectiva difícil de ser defendida e sustentada com argumentos intelectuais, mas também entendendo que uma perspectiva tem dois lados, o pós-modernismo traz consigo uma nova percepção cultural para a sociedade do século 21.

 
Precisamos entender que devemos evangelizar as pessoas a onde elas estão, e não onde nos presumimos que essas pessoas estejam. De qualquer maneira o pós-modernismo está em evidência através do contexto cultural do século 21, e isso traz novas oportunidades para os evangelistas anunciarem o evangelho como procurei demonstrar nesse artigo.

 
Os evangelistas do século 20 entendiam que a melhor maneira de anunciar o evangelho em um contexto cultural pós-moderno, consiste na tentativa de trazer às pessoas a compreensão de uma cosmovisão moderna.

 
Evidentemente, essa estratégia de anunciar o evangelho não é correta, e nem possível. Nesse artigo meu intuito não e criticar nem defender a modernidade e a pós-modernidade. Meu intuito nesse artigo e apenas argumentar sobre a modernidade e a pós-modernidade através dos seus argumentos culturais sendo modelados através das circunstâncias históricas, partindo do principio de critério de que é evidente que a modernidade e a pós-modernidade tenham os seus pontos de perspectivas fortes e fracos.

 
A pós-modernidade apresenta desafios para a igreja e para o anuncio do evangelho, porém, eu Felipe acredito que a igreja está apta para esse desafio e que poderá trazer benefícios para o desenvolvimento espiritual e intelectual dos evangelistas.


Frase: A Palavra de Deus e mais importante do que qualquer opinião humana. Felipe Marques.




ARTIGOS ÚTEIS PARA VOCÊ!
 




ATENÇÃO!


Você que está lendo este artigo agora, quero oferecer a você uma série sobre A VIDA DE JESUS com 12 artigos para você ler e compartilhar com seus amigos, família e todas as pessoas que você conhece e que ainda não conhece Jesus e nem O aceitou como seu único e suficiente Salvador. Ficou interessado (a)? Clique nas opções abaixo do banner e leia todos os artigos de graça.


  
Hey,
 

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. E aproveite também para nos seguir nas redes sociais como: Facebook | Instagram | Google + | YouTube | Assinar Feed
 
 
Foto: Pixabay
Tradução Bíblica: (ARA) Almeida Revista Atualizada Editora Sociedade Bíblica do Brasil.
Fonte: Inspirado no  Livro Apologética Pura e Simples Editora Vida Nova.
 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós, aqui não aceitamos ofensas, preconceito, palavras de ódio e intolerância. Todos os comentários deverão ter nome identificado. Obrigado Por Comentar!.

Copyright © No Teu Altar - 2011 - 2019. Todos os direitos reservados. Web Design: Garota Criativa.