Banner

julho 31, 2018

A Importância da escrita, dos livros e da Bíblia




É complicado para nós, que estamos acostumados com palavras escritas, imaginar como teria sido ter contato com a escrita pela primeira vez. As palavras das pessoas poderiam viajar sem que elas, ou até mesmo alguém que as estivessem ouvindo falar estivesse presente.

No início, a escrita somente estava disponível para um grupo elitista em que se destacavam os sacerdotes, porque a escrita era um meio de preservar e transmitir conhecimentos sagrados.
 
 
A escrita também era um modo de preservar o conhecimento das proezas de um governante, e através da seletividade, a escrita era um meio eficaz de propaganda, tendo como perspectiva que somente as vitórias eram registradas, e que as derrotas eram desconsideradas, ou de alguma maneira era escrita ou representadas de uma perspectiva positiva.


1 - Redação de livros.

Na Bíblia, existe inúmeras indicações à redação de livros. Vamos ler o relato bíblico em Êxodo 17.14.

Então disse o Senhor a Moisés: Escreve isto para memória num livro e relata-o ao ouvidos de Josué: que eu totalmente hei de riscar a memória de Amaleque de debaixo dos céus.


2 - Escrever o que Deus diz.


Depois de receber os Dez Mandamentos, Moisés escreveu o que Deus lhe disse. Vamos ler o relato bíblico em Êxodo 24.4.


E Moisés escreveu todas as palavras do Senhor, e levantou-se pela manhã de madrugada, e edificou um altar ao pé do monte e doze monumentos (pilares) segundo as doze tribos de Israel.


3 - Os israelitas eram conhecidos como povo do livro.
 

As palavras de Deus e a narrativa de suas ações a favor de seu povo são preservadas e lidas diante do povo. Vamos ler o relato bíblico em Êxodo 24.7.


E tomou o livro do concerto e o leu aos ouvidos do povo, e eles disseram: Tudo o que o Senhor tem falado faremos e obedeceremos.


4 - Os sacerdotes e os levitas eram os responsáveis para guardar os livros sagrados.


Os Sacerdotes e os Levitas eram reconhecidos por serem os responsáveis pela guarda dos livros sagrados. Vamos ler o relato bíblico em Deuteronômio 31.24-26.


24 E aconteceu que, acabando Moisés de escrever as palavras desta Lei num livro, até de todo as acabar,
25 deu ordem Moisés aos levitas que levavam a arca do concerto do Senhor, dizendo:
26 Tomai este livro da Lei e ponde-o ao lado do concerto do Senhor, vosso Deus, para que ali esteja por testemunha contra ti.
 
 
5 - Os futuros reis de Israel teriam uma cópia da Lei.


Os futuros reis de Israel teria que ler a cópia da lei todos os dias da sua vida, para aprender a temer a Deus, infelizmente nem todos eles tiveram atitudes corretas para com Deus e o povo. Vamos ler o relato bíblico em Deuteronômio 17.18-19.


18 Será também que, quando se assentar sobre o trono do seu reino, então, escreverá para si um traslado desta lei num livro, do que está diante dos sacerdotes levitas.
19 E o terá consigo e nele lerá todos os dias da sua vida, para que aprenda a temer ao Senhor, seu Deus, para guardar todas as palavras desta lei e estes estatutos, para fazê-los.

 
 
 
https://docs.google.com/uc?export=download&id=0ByaPG-TH-EliRktRajdHZ2xCSWc
 
 
 

6 - Os registros das Leis não eram simples registros de arquivo.


Esse registro das leis e a sua conservação no Tabernáculo não eram simples registros de arquivamento, mas, sim, uma cerimônia que submetia o rei a uma obrigação diante de Deus. O povo serviria de testemunha contra o rei diante de Deus, caso deixasse de exercer devidamente o seu cargo de rei. Vamos ler o relato bíblico em 1 Samuel 10.25.


E declarou Samuel ao povo o direito do reino, e escreveu-o num livro, e pô-lo perante o Senhor. Então, enviou Samuel a todo o povo, cada um para a sua casa.


7 - Os primeiros livros foram chamados de Livros da Lei.


No época em que Judá, o Reino do Sul, desprezou o Senhor, o Livro da Lei foi literalmente perdido ou deixado se perder, durante algum tempo e depois foi redescoberto pelo Sacerdote Hilquias, no Templo. Vamos ler o relato bíblico em 2 Crônicas 34.14-15.
 

14 E, tirando eles o dinheiro que se tinha trazido à Casa do Senhor, Hilquias, o sacerdote, achou o livro da Lei do Senhor, dada pelas mãos de Moisés. 15 E Hilquias respondeu e disse a Safã, o escrivão: Achei o livro da Lei na Casa do Senhor. E Hilquias deu o livro a Safã.


8 - O rei Josafá ordenou que os levitas ensinasse o conteúdo da Lei do Senhor em Judá.


O Rei de Judá Josafá 872-848 a.C. ordenou que os levitas fossem por todo Judá e ensinassem o conteúdo do Livro da Lei do Senhor a todo o povo. Vamos ler o relato bíblico em 2 Crônicas 17.9.


E ensinaram em Judá, e tinham consigo o livro da Lei do Senhor, e rodearam todas as cidades de Judá, e ensinaram entre o povo.


9 - Existia biblioteca no Templo em Jerusalém.


Os escritos que Deus ordenou que fossem realizados estavam, de alguma forma, identificados com a arca da aliança, o Tabernáculo, os sacerdotes e os levitas. Isso indica que existia uma biblioteca no Templo de Jerusalém, porém, não existe nenhum relato na Bíblia que confirme a existência dessa biblioteca como fato. Entretanto, fica evidente de que existia coleções de livros em Israel. Além do livro da lei, existe relatos a outros livros:


a) O Livro das guerras do Senhor:  Vamos ler o relato bíblico em Números 21.14-15

14 Pelo que se diz no livro das Guerras do Senhor: Contra Vaebe em Sufa, e contra os ribeiros de Amom,
15 e contra a corrente dos ribeiros que se envolve para a situação de Ar e se encosta aos termos de Moabe.


b) O livro de Jasar: Vamos ler o relato bíblico em Josué 10.13

E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. Isso não está escrito no Livro do Reto?

Em hebraico reto transliterado em hebraico significa Jasher e Jasher transliterado para o português significa Jasar). O sol, pois, se deteve no meio do céu e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro.

c) O Livro do Profeta Natã e do vidente Gade: Vamos ler o relato bíblico em 1 Crônicas 29.29.

Os atos, pois, do rei Davi, assim os primeiros como os últimos, eis que estão escritos nas crônicas de Samuel, o vidente, e nas crônicas do profeta Natã, e nas crônicas de Gade, o vidente.

d) O livro dos Videntes: Vamos ler o relato bíblico em 2 Crônicas 33.19

E a sua oração, como Deus se aplacou para com ele, e todo o seu pecado, e a sua transgressão, e os lugares onde edificou altos e pôs bosques e imagens de escultura, antes que se humilhasse, eis que tudo está escrito nos livros dos videntes.


Esses livros, agora são todos perdidos, devem ter existido e talvez fossem acessíveis, até porque são sempre indicados da mesma maneira que eu ou você diria. "Se você deseja mais informações leia este livro".


10 - Existiram compilações de livros de registros escritos nessa época.


Além das fontes já relatadas de modo direto, deve ter existido compilações de tratados, genealogias, transações comerciais e documentos semelhantes. Tudo indica que existiram compilações de livros de registros escritos, desde que, se considerarmos como fato os 11 primeiros capítulos de 1 Crônicas que exigiram uma extensa compilação de registros genealógicos.


11 - A Bíblia apoia a compilação de livros

Vamos ler o relato bíblico em Eclesiastes 12.12

E, de mais disso, filho meu, atenta: não há limite para fazer livros, e o muito estudar enfado é da carne.

Se considerarmos esse relato bíblico como fato, ele apoia indiretamente o conceito de compilações de livros.


12 - A importância da escrita dos livros e da Bíblia no século 21.


A biblioteca mais antiga hoje preservada em pleno século 21 é a biblioteca de Qumran, localizada aproximadamente 1,5 Km a oeste da extremidade noroeste do mar Morto, nessa biblioteca está guardado os famosos rolos do mar Morto.
 
 
Essa coleção de rolos alguns desses rolos completos, e outros rolos fragmentários, consistiam em inúmeras centenas de manuscritos, tendo desses manuscritos 100 deles bíblicos. Esses manuscritos foram descobertos por acaso, em 1947, por um beduíno.
 
 
A biblioteca ficou alojada ali por uma seita judaica que mantinha um mosteiro nas vizinhanças. Os manuscritos tem a sua datação do último século a.C. e do primeiro d.C. Um dos manuscritos contém o livro de Isaías. É aproximadamente de mil anos mais velho que o exemplar mais antigo conhecido antes de 1947, e os dois mostraram ser praticamente idênticos!


Frase: Nunca espere ser uma unanimidade para as pessoas, mesmo que poucos creiam, seu esforço é válido e sua dedicação será honrada nesta vida é na vindoura. Felipe Marques.




ARTIGOS ÚTEIS PARA VOCÊ!

- O Cânon do Novo Testamento na perspectiva de Warfield
- A Bíblia a Escrita e o Alfabeto
- Renovação Espiritual
- Apologética e a Evangelização
- A Origem da Bíblia
- A onde Deus não intervém
- 17 Exemplos de liderança de Jesus




ATENÇÃO!


Você que está lendo este artigo agora, quero oferecer a você uma série sobre A VIDA DE JESUS com 12 artigos para você ler e compartilhar com seus amigos, família e todas as pessoas que você conhece e que ainda não conhece Jesus e nem O aceitou como seu único e suficiente Salvador. Ficou interessado (a)? Clique nas opções abaixo do banner e leia todos os artigos de graça.
 

 



Hey,
 

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. E aproveite também para nos seguir nas redes sociais como: Facebook | Instagram | Google + | YouTube | Assinar Feed
 
 
Foto: Google
Fontes: Manual Bíblico de Halley Editora Vida
Tradução Bíblica: (ARC) Almeida Revista e Corrigida Editora Sociedade Bíblica do Brasil


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós, aqui não aceitamos ofensas, preconceito, palavras de ódio e intolerância. Todos os comentários deverão ter nome identificado. Obrigado Por Comentar!.

Copyright © No Teu Altar - 2018. Todos os direitos reservados. Reprodução do conteúdo somente com autorização por escrito. Web Design: Garota Criativa. Inicio NTA