Banner

maio 15, 2018

Jerusalém reinada por Herodes o Grande





No início do período do governo romano, Jerusalém passou por uma grande expansão, construção e embelezamento, através da liderança do rei Herodes, o Grande em 37-4 a.C.


Uma de suas grandiosas realizações foi à recuperação do templo e do monte do templo. Mesmo tendo limitações ao que poderia fazer com o prédio do templo, Herodes, passou aproximadamente um ano e meio embelezando e retocando a estrutura. Herodes, Não ficou limitado através de restrições em relação aos átrios que cercavam o Templo e por isso investiu uma grande ampliação.

Herodes duplicou o tamanho da área da plataforma, de tal modo que ela chegou a seu tamanho atual, praticamente duas vezes maior que o tamanho da cidade de Jerusalém que Davi conquistou aproximadamente mil anos antes.


Mesmo não tendo nenhum remanescente do templo de Herodes que tenha sido descoberto que pudesse ser identificado, mesmo assim, sobreviveu a enorme plataforma na qual foram construídos os seus átrios.


Essa área hoje é ocupada por estruturas mulçumanas e é conhecida como Haran esh Sharif o Santuário Nobre. Ao construir essa plataforma, Herodes aproveitou os muros existentes, na área leste, mas também expandiu essa plataforma para o norte, oeste e sul.


A Plataforma se expandiu tanto para o lado oeste, que afetou o vale Central que foi preenchido e coberto. Atualmente, existem aproximadamente 26 fileiras de pedras herodianas, assentadas na rocha natural, ainda permanece. Essas pedras foram cortadas com extrema precisão, que nenhuma argamassa foi utilizada na construção do muro.


Essas pedras pesam aproximadamente entre duas e dez toneladas, e a maior das pedras conhecidas mede aproximadamente 14x3x3 metros e pesa aproximadamente 415 toneladas. Parte desse muro é ficou conhecida como muro Ocidental ou muro das Lamentações.


Ao longo do perímetro superior da extensa plataforma do Templo, Herodes construiu e reformou várias colunas cobertas. A mais famosa destas colunas era a coluna Real, localizada ao sul.


Essas colunas consistiam em 162 colunas dispostas em quatro fileiras, que formavam uma construção longa, em forma de basílica. Essas colunas tinham aproximadamente 8 metros de altura e 1,4 metros de diâmetro, e eram coroadas com capitéis corintianos.


Atualmente nada resta dessas colunas, a aparência de seu muro exterior pode ser conjecturada tendo como base o padrão das pilastras em nicho que pode ser visto na estrutura herodianas que cerca o túmulo dos Patriarcas, em Hebrom, e também em outros fragmentos arquitetônicos descobertos em escavações arqueológicas recentes.


Na parte sul do monte do Templo foi descobertas porções da escadaria formal que subia até os portões de Hulda. Os alicerces ainda estão visível no muro sul do recinto de Haram também conhecidos como os portões duplos e tríplices. As passagens subterrâneas que atualmente estão fechadas que levam até o cume do monte, dentro do muro, ainda estão conservadas.


Em escavações arqueológicas ao longo do da porção sul do muro ocidental de retenção, os arqueólogos acharam porções da Rua Norte, Rua Sul, um esgoto da cidade, e os pilares que sustentavam uma plataforma e uma escadaria que levavam para o sul, desde um portão na seção sul do muro ocidental do monte do Templo até o vale Central.


Os arqueólogos também encontraram uma grande pedra lavrada, com inscrições em hebraico com as seguintes palavras: Para o lugar de tocar a trombeta.


Evidentemente, essa pedra tinha caído de sua posição no pináculo sudoeste do monte dos cidadãos de Jerusalém o início do Sábado, da Lua Nova, do Ano Novo e de outros dias especiais para os judeus.


Herodes levou aproximadamente dez anos para completar as obras principais no monte do Templo, mas ainda existia turmas trabalhando nas obras mesmo depois da morte de Herodes, em 4 a.C., e durante a vida de Jesus aproximadamente 28 d.C. e até mesmo na data tardia de 64 d.C. aproximadamente seis anos antes de ser destruído pelos romanos em 70 d.C. Vamos ler o relato bíblico em João 2.20



Replicaram os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este santuário, e tu, em três dias, o levantarás?


A noroeste do Templo, Herodes reconstruiu a fortaleza que ali existiu e colocou o seu nome de Antonina, uma homenagem para seu amigo Marco Antônio.


Essa fortaleza, localizada em uma escarpa rochosa, elevava-se acima da área do templo e abrigava uma guarnição de soldados cujo dever era de monitorar e controlar as multidões que se reuniam no recinto do templo.


Existe uma tradição que afirma que foi ali que Jesus compareceu diante de Pilatos no dia em que foi crucificado, porém, é mais provável que Pilatos estivesse hospedado no palácio de Herodes Antipas e que tinha sido esse o lugar em que Jesus foi interrogado, humilhado e condenado.


O que é certo é que o apóstolo Paulo foi conduzido para fortaleza Antonina também conhecida como a fortaleza, depois de ter sido libertado pelos soldados romanos de uma multidão irada. Vamos ler o relato bíblico em Atos 21.34


Na multidão, uns gritavam de um modo; outros, de outro; não podendo ele, porém, saber a verdade por causa do tumulto, ordenou que Paulo fosse recolhido á fortaleza.


Frase: Alguns sentirão inveja, outros se sentirão ameaçados, mas lembre-se, sempre espere esse tipo de reação, mas você deve estar preparado em servir a Deus e não em servir a reação das pessoas. Felipe Marques




ARTIGOS ÚTEIS PARA VOCÊ!

- Novo E-book - A VIDA DE JESUS Volume 1 para você baixar de graça!
- E-book A Vida de Jesus - Volume 2 para baixar de graça!
- O Cânon Das Escrituras
- Reedificando Jerusalém
- 10 perguntas difíceis que Deus responde para você hoje
- Como definir a apologética?
- A destruição de Jerusalém
- Escrevendo a Bíblia
- E-book Conteúdos Famosos A Bíblia Edição 06




Hey,


O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. E aproveite também para nos seguir nas redes sociais como: Facebook | Instagram | Google + | YouTube | Assinar Feed
 
 
Foto: Google
Tradução Bíblica: (ARA) Almeida Revista Atualizada Editora Sociedade Bíblica do Brasil.
Fonte: Manual Bíblico de Halley Editora Vida.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós, aqui não aceitamos ofensas, preconceito, palavras de ódio e intolerância. Todos os comentários deverão ter nome identificado. Obrigado Por Comentar!.

Copyright © No Teu Altar - 2018. Todos os direitos reservados. Reprodução do conteúdo somente com autorização por escrito. Web Design: Garota Criativa. Inicio NTA