Banner

março 10, 2018

O que é apologética?




Jesus Cristo comissionou todos os cristãos para terem privilégios, mas também responsabilidades, esse privilegio e essa responsabilidade e de pregar o evangelho até o final da história humana. Vamos ler o relato bíblico em Mateus 28.18-20


Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espirito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até á consumação do século.

Uma conexão complexa de fatos históricos adiciona nos dias de hoje o cristão para esse momento de fundamental importância. Muitos conheceram o evangelho por intermédio de outras pessoas, mas agora chegou a nossa vez de fazer as pessoas conhecerem o evangelho por nosso intermédio. Jesus Cristo confiou a nós a expansão do evangelho para aqueles que estão a nossa volta e até mesmos aqueles que estão distantes de nós.

 
Um exemplo disso e a  internet, e impressionante a quantidade de pessoas que estão sendo alcançadas por intermédio desse blog, todos os dias não somente no Brasil, mas em grande parte do mundo, agradeço a Jesus Cristo por me capacitar para tamanha obra e os frutos que já plantei estão prontos para serem colhidos, somente a Deus toda Glória.

 
Esse pensamento deve nos motivar e nos empolgar sempre pele simples fato porque nos permite vislumbrar qual é o nosso lugar no evangelho. Entretanto, para a maioria esse é um assunto que incômoda porque tende a exigir muito de nós.

 
Mas porque a apologética incomoda tanto as pessoas? Será que estamos realmente preparados para desenvolver apologética? Como posso lidar com tamanha responsabilidade em relação a apologética?

 
É importante ressaltar que os cristãos primitivos sempre se sentiram intimidados em relação ao desafio de falar ou passar a sua fé para os outros. Na maioria das vezes sentimos que nos faltam sabedoria, percepção e perseverança para a tarefa que Jesus Cristo nos chamou. Também é importante saber que Deus nos conhece exatamente como nos somos. Vamos ler o relato bíblico em Salmos 139.1-24


Senhor, tu me sondas e me conheces. Sabes quando me assento e quando me levanto; de longe penetras os meus pensamentos. Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos. Ainda a palavra me não chegou á língua, e tu, Senhor, já a conheces toda.
Tu me cercas por trás e por diante e sobre mim pões a mão. Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim é sobremodo elevado, não o posso atingir. Para onde me ausentarei do teu Espirito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também; se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, ainda lá me haverá de guiar a tua mão, e a tua destra me susterá.
Se eu digo: as trevas, com efeito, me encobrirão, e a luz ao redor de mim fará noite, até as próprias trevas não te serão escuras; as trevas e a luz são as mesma coisa. Pois tu formaste o meu interior tu me teceste no seio de minha mãe.
Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste; as tuas obras são admiráveis, e a minha alma o sabe muito bem; os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado e entretecido como nas profundezas da terra. Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda.
Que precioso para mim, ó Deus, são os teus pensamentos! E como é grande a soma deles! Se os contasse excedem os grãos de areia; contaria, contaria sem jamais chegar ao fim. Tomara, ó Deus, desses cabo perverso, apartai-vos, pois, de mim, homens de sangue.
Eles se rebelam insidiosamente contra ti e como teus inimigos falam malícia. Não aborreço eu, Senhor, os que te aborrecem? E não abomino os que contra ti se levantam? Aborreço-os com ódio consumado; para mim são inimigos de fato.
Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno.


Deus sempre sonda os nossos segredos até mesmo os mais íntimos, Ele sabe aonde somos fortes e aonde somos fracos, mesmo sabendo disso, Deus pode trabalhar em nossa vida e através da nossa vida, para que possamos falar e escrever sobre Jesus Cristo ao mundo pelo qual ele morreu.

 
Um dos principias assuntos relatados na Bíblia, consiste no fato de quando Deus pede que nos façamos algum trabalho especifico para a sua obra, Ele nos concede os dons que precisamos para poder atender a tarefa que ele nos designou. Sabendo de como nos somos, Deus nos capacita para aquilo que deseja que nos façamos.

 
O grande chamado apologético de Jesus Cristo tem uma dupla função: uma ordem e uma promessa. A ordem de Jesus Cristo para os seus discípulos que inclui nós é ao mesmo tempo ousada e desafiadora. Vamos ler o relato bíblico em Mateus 28.19


Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espirito Santo;


A promessa de Jesus Cristo para os seus discípulos que inclui nos tem uma dupla função: ela nos tranquiliza e nos encoraja. Vamos ler o relato bíblico em Mateus 28.20


Ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. Eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século.


Essas palavras de Jesus Cristos assim como foram de extremo consolo para os seus discípulos, assim também são para nós  os seus discípulos no século 21. Lembre-se assim como Jesus Cristo não deixou os seus discípulos sós, Ele também não deixara a nós a sós os seus discípulos do século 21. Nós temos o privilegio de ter Jesus Cristo ao nosso lado e caminhando conosco devido a essa responsabilidade devemos fazer o melhor que pudermos para transmitir o evangelho de Jesus Cristo é do que Ele fez e continua fazendo por nós e através de nós.

Mesmo sabendo que Jesus Cristo nos acompanha e nos fortalece na nossa caminhada de fé, apenas isso não responde a variedades de perguntas que nós fazemos a nós mesmos e ao mesmo tempo aprender a lidar com isso para recomendarmos o evangelho. Como poderíamos proclamar o evangelho com entusiasmo e alegria e a admiração que o evangelho pode proporcionar?

Na maioria das vezes nos achamos incapazes de apresentar o evangelho de maneira satisfatória através das palavras com toda a sua riqueza de detalhes. A realidade de Deus e do evangelho sempre ultrapassa a nossa capacidade de expor o evangelho. Como podemos responder de maneira eficaz ás perguntas que a nossa cultura e sociedade faz a respeito de Deus ou ás suas objeções que a nossa cultura e sociedade faz em relação ao evangelho e a fé cristã?


Como podemos encontrar meios confiáveis e dinâmicos que possam explicar e apresentar o significado do evangelho de tal modo que o evangelho atenda ás esperanças e aos temores e anseios das pessoas que estão ao nosso redor? Como o cristão pode explicar a sua fé de uma maneira que faça sentido para aqueles que estão do lado de fora da igreja?

 
Como reagir á compreensão equivocada e as ideias deturpadas a respeito do evangelho e da fé cristã? Como podemos comunicar para a nossa cultura e sociedade a verdade, e os atrativos e a alegria que o evangelho proporciona? Essas são algumas perguntas que desde os tempos do Novo Testamento tem despertando a atenção dos cristãos primitivos, mas também deve ter a atenção de todos os cristãos dos século 21.


Pare de ter medo do que poderia dar errado e comece a pensar no que pode dar certo.




ARTIGOS ÚTEIS PARA VOCÊ!


Hey,


O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. E aproveite também para nos seguir nas redes sociais como: Facebook | Instagram | Google + | YouTube | Assinar Feed


Foto: Pixabay
Fonte: Inspirado no Livro Apologética Pura e Simples Editora Vida Nova
Tradução Bíblica: (ARA) Almeida Revista e Atualizada Editora Sociedade Bíblica do Brasil.
Frase retirada do Site Indiretas Brutas.



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós, aqui não aceitamos ofensas, preconceito, palavras de ódio e intolerância. Todos os comentários deverão ter nome identificado. Obrigado Por Comentar!.

Copyright © No Teu Altar - 2018. Todos os direitos reservados. Reprodução do conteúdo somente com autorização por escrito. Web Design: Garota Criativa. Inicio NTA