Banner

janeiro 25, 2018

Tratando a Bíblia como autoridade





Existe muito questionamento sobre a Bíblia, e a sua autoridade sobre a sua influência sobre a vida das pessoas, sejam elas frequentadoras de igreja ou não. É possível que as pessoas que se dizem serem cristãs têm na Bíblia a sua autoridade, e que baseiam as suas convicções espirituais e morais única e simplesmente na Bíblia? Existem pessoas que tem Bíblia em sua residência, mas nunca foi lida. Outras pessoas veem a Bíblia apenas um livro de história igual a qualquer outro.
 

Ao decorrer de 30 anos servindo a Deus e a sua igreja e por ter passando por aproximadamente 10 anos exercendo as funções de professor de escola bíblica, orientador de jovens, supervisor de implantações de igreja, secretário de igreja e tendo a consagração de Evangelista.
 
 
Posso testemunhar humildemente e sinceramente que me surpreendo até o dia de hoje quando as pessoas se referem à Bíblia em particular os que se dizem cristão. A resposta é simples, a maioria dos que se dizem cristãos, não tem a Bíblia como uma autoridade. Mas os cristãos verdadeiros sim, e é exatamente para você, cristão verdadeiro que e esse post em especial, mas isso não significa que os que se dizem cristãos não possam mudar a sua opinião.
 
 
Vamos conhecer pessoas que trataram a Bíblia como autoridade, e vou começar com a declaração de B.B. Warfield, ele declarou o seguinte: A igreja sempre acreditou que as Escrituras são o livro de Deus, sendo ele, de certo modo, o autor de cada uma de suas afirmações de todos os gêneros, devendo ser avaliadas como a expressão de Deus, de verdade e autoridade infalíveis.
 

 
#1 Tratando a Bíblia como autoridade.
 


 
Os escritos dos pais apostólicos tratam as Escrituras da mesma forma que as Escrituras tratam a si mesmos, ou seja, com e como autoridade. As frases que os pais apostólicos usam para apresentar citações da Bíblia demonstram como eles tratam a Bíblia como autoridade. Em sua primeira carta aos Coríntios, Clemente de Roma frequentemente apresentava as Escrituras como as palavras de Deus, ele usas as seguintes expressões:
 
‘Porque ele diz’
‘E disse-lhe Deus’
‘E disse ele outra vez’
‘E disse o Espirito Santo’
‘Porque está escrito’
‘Porque diz a Escritura’
‘Como está escrito’.
 
 
 
#2 Qual é a importância das citações dos pais da igreja primitiva?
 



Os primeiros manuscritos que temos das maiores partes do Novo Testamento são o papiro 45, papiro 46, papiro 66 e papiro 75. Esses papiros tem a sua datação entre 175 a 250 d.C., ou seja, temos então uma lacuna de aproximadamente 100 anos entre os autógrafo do Novo Testamento e os primeiros fragmentos existentes do Novo Testamento.

 
Os pais da igreja primitiva entre os anos 97-180 d.C. através das suas citações do Novo Testamento, dão testemunho de manuscritos do Novo Testamento ainda mais antigos. Os pais da igreja primitiva citaram 28 dos 29 livros do Novo Testamento.

 
Os pais da igreja primitiva também deram testemunho da autenticidade desses livros do Novo Testamento escritos pelos apóstolos e aqueles no círculo apostólico. Além disso, os pais da igreja primitiva rejeitaram livros mais recentes como, por exemplo, o evangelho de Tomé que reivindicavam ser escritos pelos apóstolos ou pelo próprio Tomé, entretanto não foram.

 
Os pais da igreja primitiva se referem a cada livro do Novo Testamento como escrito antes de 150 d.C, com a exceção de Filemom e 3 João.



#3 A autenticação do Novo Testamento


 
 
Os pais da igreja primitiva também conhecido como os pais da igreja apostólica Inácio 30-107 d.C., Policarpo 65-155 d.C. e Papias 70-155 d.C. citavam versículos de cada um dos livros do Novo Testamento, com exceção de 2 João e 3 João. Desse modo, esses três pais da igreja primitiva autenticaram aproximadamente todo o Novo Testamento.

 
A) Clemente de Roma -  Em sua carta de Clemente aos coríntios em aproximadamente 97 d.C., ele cita versículos de Lucas, Atos, Romanos, 1 Coríntios, Efésios, Tito, 1 Pedro, 2 Pedro, Hebreus e Tiago.
 
B) Inácio - As cartas de Inácio datadas de 115 d.C. foram escritas ás várias igrejas na Ásia Menor e citam versículos de Mateus, João, Romanos, 1 Coríntios, 2 Coríntios, Efésios, Filipenses, 1 Timóteo, 2 Timóteo e Tito. Essas cartas de Inácio indicam que todo o Novo Testamento foi escrito no século I d.C.

C) Justino Mártir -  Justino Mártir 110-165 d.C. também citou versículos dos seguintes treze livros do Novo Testamento que são: Mateus, Marcos, Lucas, João, Atos, Romanos, 1 Coríntios, Gálatas, 2 Tessalonicenses, Hebreus, 1 Pedro, 2 Pedro e Apocalipse.
 
D) Irineu - Em seu livro intitulado Contra Heresias, Irineu 130-30 d.C. fez citações de todos os livros do Novo Testamento, com exceção de 3 João. Irineu fez aproximadamente 1.200 citações do Novo Testamento em seus escritos, e cerca de 1.800 citações e referências do Novo Testamento.
 
E) Clemente de Alexandria -  Clemente de Alexandria, que escreveu desde 193-220 d.C., fez aproximadamente 2.400 citações e referências de cada livro do Novo Testamento, com exceção de Filemom, Tiago, 2 Pedro e, 3 João.
 
F) Cipriano - Cipriano, 200-258 d.C., fez aproximadamente 1.030 citações e referências do Novo Testamento. Suas citações incluem todos os livros do Novo Testamento, com exceção de Filemom, 2 João e 3 João, ou seja, os três menores livros do Novo Testamento. Existe inúmeras citações e referências dos primeiros pais da igreja, mesmo se não tivéssemos uma única cópia sequer da Bíblia, os estudiosos da área bíblica poderiam reconstruir tudo, com exceção de onze versículos de todo o Novo Testamento do material escrito entre os anos 150 e 200 da época de Jesus Cristo.
 
 
 
#4 A Bíblia tem autoridade ou não?

 
 
Embora exista uma lacuna entre os anos 250 e 300, entre o tempo do manuscrito do Novo Testamento original e completo e o das primeiras cópias completas que ainda existem, essa lacuna é preenchida pelas citações e referências realizadas pelos primeiros líderes da igreja.


Existe aproximadamente mais de 86.000 citações do Novo Testamento foram registradas nos escritos dos pais da igreja primitiva. Os verdadeiros cristãos creem que, somente através da providência de Deus, foi que o texto do Novo Testamento se manteve preservado em qualidade e quantidade, diferente de qualquer outro documento da Antiguidade.

 
E para concluir sobre esse assunto, quero deixar a opinião de dois dos maiores conhecedores da área bíblica sobre a autoridade da Bíblia. Geisler e Nix afirmam o seguinte: 


Os primeiros líderes da igreja escreviam e citavam o Novo Testamento a fim de que o Novo Testamento pudesse ser reescrito a partir de suas citações, á exceção de onze versículos.




VEJA TAMBÉM...
 


 
Hey,

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. E aproveite também para nos seguir nas redes sociais como: Facebook | Instagram | Google + | YouTube | Assinar Feed

 
Foto: Pixabay
Fonte: Enciclopédia de Fatos da Bíblia Editora Hagnos.
Frase de B.B. Warfield, Geisler e Nix retiradas do Livro Enciclopédia de Fatos da Bíblia Editora Hagnos.
 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós, aqui não aceitamos ofensas, preconceito, palavras de ódio e intolerância. Todos os comentários deverão ter nome identificado. Obrigado Por Comentar!.

Copyright © No Teu Altar - 2018. Todos os direitos reservados. Reprodução do conteúdo somente com autorização por escrito. Web Design: Garota Criativa. Inicio NTA