Banner

dezembro 28, 2017

Posso negociar com Deus?





Geralmente as pessoas procuram se beneficiar de alguma maneira seja direta, ou indiretamente, desde uma simples troca de favores até mesmo com negociações que vão além daquilo que elas conseguem dominar.
 
Os filhos negociam com os pais, querendo sempre algo em troca deles, geralmente material quando o verdadeiro legado e espiritual e moral. Pais negociam com filhos em troca de obediência e não de um amor singelo e respeitoso. Maridos negociam com esposas para que seu casamento falido não transpareça para a família e a sociedade e a igreja.
 
 
O número de casais evangélicos separados vem crescendo gradativamente - segundo pesquisas. Esposas em suas minorias ou maiorias negociam suas marcas de agressões em troca de bem estar dos filhos ou das famílias em envolvidas, (quero deixar bem claro que não sou a favor de nenhuma espécie de agressão seja ela contra quem for). Mas em tantas negociações podemos negociar com Deus? Vamos ler o relato bíblico em Gênesis 28.20-22
 
 
"Fez também Jacó um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta jornada que empreendo, e me der pão para comer e roupa que me vista, de maneira que eu volte em paz para a casa de meu pai, então, o Senhor será o meu Deus; e a pedra, que erigi por coluna, será a Casa de Deus, e de tudo quanto me concederes, certamente eu te darei o dízimo".
 
 
Jacó negociou com Deus tendo como base o voto que era uma pratica entre os povos semitas, Jacó acreditava que se ele negociasse com Deus através do voto poderia conseguir grandes vantagens para si, o que Jacó não entendia e que a maioria das pessoas também não entende é que Deus não e homem e portanto negociar com Deus sempre traz prejuízos para a pessoa e nunca para Deus, até porque Deus cumpri a sua Palavra, em quanto o seres humanos deixam a desejar quando o assunto e o voto.
 
 
Jacó coloca até condições na sua negociação com Deus usando a expressão "se Deus for comigo", ou seja, Jacó estipulou o tipo de negociação com Deus colocando todo o possível fracasso de sua negociação com Deus tendo um único culpado pelo não comprimento do voto, o próprio Deus e não ele, uma atitude típica dos medíocres que colocam os seus fracassos nos outros ou em Deus, mas nunca em si mesmos.
 

Jacó pediu mais na sua negociação com Deus, ele pediu proteção a sua jornada, pão para saciar a sua fome, roupa para que ele pudesse enfrentar as condições climáticas das suas viagens, e paz para o seu retorno para a casa de seu pai. Jacó representa muitas pessoas com as sua negociações para com Deus, querem de Deus tudo aquilo que elas almejam e desejam, mas se recusam a negociar com Deus sobre o que Deus requer delas e como elas podem ser uteis para Ele.
 

Depois que Jacó colocou todas as suas clausulas de negociações com Deus o próprio Jacó determinou como ele serviria a Deus em sua negociação, mas não perguntou como Deus queria que ele o servisse. Infelizmente esses são os "Jacós" do século 21. Jacó disse que o Senhor seria o seu Deus e de tudo que Deus o concederes ele daria o dizimo.
 

Jacó não entendia com que estava tentado negociar, para Jacó negociar com Deus era a mesma coisa que negociar com um comerciante. Infeliz escolha de Jacó ao indicar que daria o dízimo para Deus estava simplesmente seguindo um costume entre os povos semitas em uma atitude que indicava superioridade daquele a quem era oferecido o dizimo,
ou seja, Jacó somente reconhecia a Deus com um ser superior e digno de costumes, mas Deus e maior que qualquer negociação humana.
 
 
Jacó ao negociar com Deus achava que Deus não levaria em consideração o que ele fez a seu pai Isaque, e a seu irmão Esaú mesmo sendo induzido por sua mãe Rebeca, seria impossível para Jacó não arcar com os seus atos, até porque todos são responsáveis pelas nossas atitudes, mesmo quando as nossas atitudes são apoiadas ou orientadas por outros, mas a o resultado final e de que a executa no caso Jacó.
 

Jacó passou por muitos sofrimentos e desilusão em sua vida apoiado em sua negociação com Deus. Ele teve que trabalhar e ser enganado, amar e ser enganado, confiar e ser enganado. Deus ensinou para Jacó que nenhum ser humano pode negociara com ele em condições de pecado.
 

Jacó tinha machucado muitas pessoas, ele não poderia simplesmente impor algo para Deus somente tendo por base os costumes dos homens. Deus não quer os costumes dos homens, Deus quer a fidelidade e o reconhecimento dos homens que somente Ele e capaz de nos moldar e perdoar os nossos erros, não nos mesmos em troca de favores.
 

Jacó aprendeu a lição durante aproximadamente 20 anos fora do convívio de sua família e seu irmão reconheceu que Deus era tudo e que ele simplesmente não precisava negociar com Deus, ele apenas precisava ouvir; crer e obedecer isso já eram o suficiente. Esses três estágios levaram Jacó a ter Fé em Deus e não naquilo que ele queria que Deus fizesse por ele.
 

Talvez você esteja negociando algo com Deus, se Deus fizer isso ou aquilo eu vou me entregar a Ele, se você fizer isso será apena um Jacó do século 21. Mas se você servir a Deus por aquilo que Ele é, e não por aquilo que Ele tem a te oferecer nessa vida, você será recompensado nessa vida e na vindoura.
 

Coloque mais fé nos seus dias, na sua vida mais amor, na suas atitudes menos mundo e no seu coração mais Deus. Cantor Zé Rico.


VEJA TAMBÉM...

- Quem poderá subir no monte do Senhor?
- As Primeiras Traduções do Novo Testamento
- Evidências dos manuscritos do novo testamento
- A adoração continuará pela eternidade?
- Jerusalém a Cidade Santa - Sua localização e Topografia
- As #12 Músicas "Gospel" que parece secular
- Calendário 2018 Personalizado para baixar
- 04 tipos de adoração INACEITÁVEL por Deus
- #Natal - Essa maneira estranha de comemorar o nascimento de Jesus
- 70x7 – a matemática do perdão



Hey,

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. E aproveite também para nos seguir nas redes sociais como: Facebook | Instagram | Google + | YouTube | Assinar Feed

 
Foto: Pixabay
Tradução Bíblica: (ARA) Almeida Revista e Atualizada da Editora Sociedade Bíblica do Brasil.




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós, aqui não aceitamos ofensas, preconceito, palavras de ódio e intolerância. Todos os comentários deverão ter nome identificado. Obrigado Por Comentar!.

Copyright © No Teu Altar - 2018. Todos os direitos reservados. Reprodução do conteúdo somente com autorização por escrito. Web Design: Garota Criativa. Inicio NTA