julho 03, 2017

Listamos #5 interpretação teológica da Bíblia que fará toda a diferença na hora de VOCÊ pregar!

 
 
A teologia tem suas técnicas que ajudam a melhorar nosso entendimento e estudo da palavra de Deus, saber quais são e aplicar todas elas em nosso estudo da Bíblia, é como feijão com arroz no prato do brasileiro - não pode faltar. Listamos #5 interpretação teológica da Bíblia que fará toda a diferença na hora de VOCÊ pregar


Uma interpretação, sempre requer por parte do intérprete, um estudo detalhado sobre o que será interpretado, de maneira coerente e não contraditória. Essa é a função e o desafio de quem está disposto a aprender a Bíblia, levando em conta os aspectos como por exemplo: cultura, contexto social, politico geográfico e teológico. A partir desse desejo de se conhecer mais sobre a Bíblia de forma mais detalhado, é que encontramos a interpretação teológica. Infelizmente, a maioria das pessoas não se interessam, pela interpretação teológica da Bíblia, seja por motivos de não gostarem de teologia, por não gostarem de ler a Bíblia ou por qualquer outro motivo.

Então vamos analisar as 5 principais interpretações teológicas, e o que ela nos ensina.
 
#1 Exegese
 
 
Se refere a uma investigação extremamente cuidadosa do significado original de um texto em seus inúmeros contextos, levando em consideração o seu contexto histórico e literário. A palavra exegese e um verbo do idioma grego que significa conduzir, ou seja, a sua interpretação deve ser conduzida pela ponto de vista do escritor original levando-se em conta o contexto que o escritor original viveu. Por exemplo: Moises escreveu o livro de Gênesis a maneira correta de se interpretar e entender como Deus orientou Moises para escrever esse Gênesis, e a partir dai, interpreta-lo de uma forma correta levando-se em conta o entendimento de Moises sobre os assuntos dos seus contexto histórico, fazendo isso, você entenderá Gênesis de uma forma aprofundada e não superficial como vemos muitos querendo interpretar esse livro.
 

#2 Eisegesis
 
 
 
É uma palavra de origem grega que significa interpretar. Por exemplo: usa-se palavras-chave para uma interpretação detalhada do texto, se estiver no Antigo testamento usa-se o idioma hebraico e se estiver no Novo Testamento usa-se o idioma grego um bom estudo de palavras chave, abre o entendimento aprofundado do texto, e sua riqueza de detalhes.
 

#3 Critica Bíblica
 
Essa investigação cuidadosa, se refere aos diversos métodos de se estudar a exegese da Bíblia, ou seja, tanto a exegese bíblica, e a critica bíblica, tem em comum umas abordagens especificas de perguntas. Uma pergunta que você deve se fazer a si mesmo(a) uma vez salvo sempre salvo? Se você partir desse ponto de interpretação poderá observar que a crítica bíblica não representa criticar o texto bíblico, mas sim fazer perguntas de forma criticas baseadas sempre em critérios objetivos, como por exemplo uma evidência dentro de um livro da bíblia que indica quando esse livro foi escrito. Procure sempre observar o que está escrito na bíblia e não na opinião de pessoas que pregam a bíblia dizendo que a Bíblia proíbe tal coisa se ela não proíbe.

Por exemplo: algumas pessoas dizem que quem usa calça jeans, não vai para o céu? Mas a bíblia cita a palavra jeans? A Bíblia cita ir para o céu, ou entrar no Reino de Deus? Isso é uma forma de critica bíblica. Nunca queira afirmar o que a bíblia não afirma, assim como a ciência não afirma o que ela não consegue provar. Leia a Bíblia e faça as suas perguntas para ela, e ela (a Bíblia) irá te responder, desde que você permita que ela te responda não para satisfazer a sua vontade mas para que você, possa obedecer melhor o Inspirador Dela que o Deus que te ama de maneira incondicional.
 

#4 Historiadores Bíblicos
 
Historiador Judeu Flávio Josefo

Existem muitos, mas vou citar apenas um, o seu nome dele é Flávio Josefo. Ele foi o historiador judeu mais importante do século I D.C. (Depois de Cristo). Esse historiador relata com uma riqueza de detalhes incrível,sobre Jesus Cristo do ponto de vista de um historiador, um livro indispensável, que todo aquele que pretende estudar teologia em seu conceito bíblico histórico deve ler essa obra se chama: A História do Hebreus, autoria de Flavio Josefo, da editora CPAD custa aproximadamente R$ 98,00, e pra te animar a ler tem aproximadamente 1000 paginas.
 

#5 Arqueologia Bíblica
 
 

A Arqueologia é uma ciência, sendo assim toda ciência trabalha com fatos, e não com especulações. A arqueologia estuda materiais remanescente das culturas antigas a fim de que essas pessoas juntamente com os seus costumes, os seus hábitos e história possam ser compreendido e entendido de forma completa. Lembrando que, nosso post está centrado na arqueologia bíblica, e a função da arqueologia bíblica não e desmentir a Bíblia, mas sim apoiar a sua veracidade.
 
Com essas dicas de hoje, que a sua leitura e seus estudos possam melhorar e ser facilitado de agora em diante. Em breve mais artigos como este. Até nosso próximo post se Deus permitir.

Frase: É impossível escravizar mental ou socialmente o povo que lê a Bíblia. Os princípios bíblicos são os alicerces da liberdade humana. Horace Greeley.

Por: Felipe Marques
Fotos: Google

Nenhum comentário: