outubro 26, 2015

30 erros que um ministro de louvor não pode cometer! Parte 02

 


 
 
 
6 - UTILIZAR O PÚLPITO PARA DESABAFAR
 
Uma mente cansada não produz com qualidade e o estresse pode levar a pessoa a falar o certo no lugar errado. Púlpito não é lugar para desabafos, é lugar para profecia. Tratemos a igreja do Senhor de forma respeitosa (1Pe 5.2-4).
 



7 - GRITARIA
 
 
Não confunda "gritaria" com unção, autoridade e poder. Muitos por não terem o equilíbrio e sensibilidade, tornam-se ministros irritantes, exagerados e em alguns casos, quase insuportáveis.
 
Quem fala deve respeitar a sensibilidade e boa vontade dos que ouvem (1 Co 14.40). Não é gritando que se alcança o coração das pessoas, mas sim com unção, habilidade na comunicação e criatividade. Há ministros que cantam e falam tão alto e agressivamente, que deixam a impressão de que estão irados com o público. Quem sabe usar de forma inteligente sua voz e os equipamentos de som disponíveis, com certeza alcançará grandes resultados.
 
 

8 - EXPOR OS MÚSICOS, DIRIGENTES OU TÉCNICOS DURANTE A MINISTRAÇÃO
 
 
Por vezes, alguns cometem erros durante a ministração, logo os outros músicos percebem e começam a rir, ou surgem olhares de reprovação, expondo diante de todos, aquele que errou. Devemos ser discretos, e quando errarmos, encararmos com naturalidade, sem expor nossos  companheiros, porque apesar de estar na frente da congregação, estamos diante do Senhor, ministrando a Ele, e Ele sabe como e quem somos. Muitos estão magoados e chateados por terem sido expostos na frente dos outros. Tenhamos uma atitude de amor e respeito uns para com os outros.
 
 

9 - TOCAR, CANTAR OU DANÇAR COM OUTROS MINISTROS SEM SER CONVIDADO 
 
 
Se algum ministro de outra congregação for convidado para ministrar em sua igreja, não suba no púlpito para ministrar sem ter sido chamado e convidado. Isso é falta de educação. Não seja mal educado. Muitos, por falta de educação e sensibilidade acabam atrapalhando a ministração daqueles ministros que foram convidados no culto.
 
 

10 - USAR MUITAS ILUSTRAÇÕES E DINÂMICAS DURANTE A MINISTRAÇÃO
 
 
Muitos querem "pregar" durante o louvor. O exagero de histórias, testemunhos, dinâmicas e ilustrações durante os cânticos comprometem a essência e o propósito da Ministração. Ministre cantando! Flua! Cuidado com manipulações, não devemos tratar o público como "macacos de auditório". Não peça para o público repetir frases feitas o tempo todo, gestos o tempo todo, além de cansativo, o ministro pode cair no ridículo diante do público.
Evite deixar "brancos" entre um cântico e outro; para isso é indispensável desenvolver um bom entrosamento com os músicos, combinar sinais, etc.

Continua...
 


Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. E aproveite também para nos seguir nas redes sociais como: Facebook | Instagram | Google + | YouTube | Assinar Feed

 

Por: Ronaldo Bezerra
Foto: Pixabay

Um comentário

Tony Caroll disse...

Mensagens edificantes.Parabéns!
http://musicapoesiaeinsp.blogspot.com.br/

© No Teu Altar - 2017. Todos os direitos reservados. Reprodução do conteúdo somente com autorização por escrito. Web Design: Garota Criativa. Inicio NTA